Beta

Metas de 2018 a 2021 - PLANO PLURIANUAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE PERUÍBE

Metas de 2018 a 2021 - PLANO PLURIANUAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE PERUÍBE

Metas de 2018 a 2021 - PLANO PLURIANUAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE PERUÍBE

Plano Plurianual é o programa de governo e o projeto de desenvolvimento do município. Através deste, planeja-se ações do governo para os três anos de mandato e mais um ano da administração seguinte, objetivando garantir a continuidade das atividades iniciadas. O Plano Plurianual de Peruíbe, que atualmente está em vigor, compreende o período de 2018 a 2021. Dentre as ações e programas propostos salientam-se os seguintes itens, relacionados direta e indiretamente com o setor de turismo: 1. Obras de interesse turístico com recursos DADE 2. Construção de espaços e equipamentos adequados para reuniões, treinamentos, simpósios, seminários, congressos, teatro, eventos dos mais diversos tipos. 3. Consolidação e fortalecimento do Calendário de Eventos do Município. 4. Implantação do ecoturismo 5. Modernização e manutenção de estrutura para eventos 6. Projeto Recepcionando o Turista 7. Reforma de Equipamentos Turísticos 8. Reforma e manutenção de mobiliários para o lamário 9. Preservação do patrimônio material e imaterial do município 10. Roteirizações 11. Divulgação do produto turístico Peruíbe 12. Inserção de Peruíbe nos projetos de regionalização do Turismo. 13. Sinalização turística 14. Capacitação do receptivo proporcionando a formação de mão-de-obra necessária. 
 
Além destes tópicos, surgem como metas específicas na construção do Plano Diretor  • Reforma e adequação do Porto de Pesca. • Construção de espaços e equipamentos adequados para reuniões, treinamentos, simpósios, seminários, congressos, teatro, eventos dos mais diversos tipos. • Implantação dos Parques Municipais e do Eco Parque, fazendo destes um espaço de apoio aos estudantes, além de tornar os locais pontos turísticos da região; • Ampliação e modernização do Aquário Municipal. • Cursos de Monitores Ambientais e agentes municipais de conscientização turística, oferecendo novas perspectivas de trabalho na área turístico-ambiental para o público jovem. • Reforma do Parque Turístico, visando proporcionar atividades turísticas, educacionais, de lazer, recreativas e esportivas, com a população e visitantes; • Construção de módulos esportivos ao longo da Avenida Beira Mar, entre a mureta e a pista, abrindo novos espaços de lazer para a população e turistas, além de proporcionar maior conforto aos banhistas; • Esporte para a 3ª Idade, proporcionando atividades esportivas e recreativas adequadas, fornecendo aos praticantes uma vida mais saudável, havendo acompanhamento específico; • Reformas de quadras poliesportivas, fornecendo à população e visitantes condições satisfatórias para a prática de esportes. • Conscientização e preparação do receptivo, dotando o município de infraestrutura turística adequada, objetivando o desenvolvimento do turismo com o incremento da economia local; • Consolidação, ampliação e manutenção do calendário de Eventos; • Cursos de capacitação de mão-de-obra, oferecendo oportunidades de empregos e formação de carreira na área turística para a população jovem do município; • Sinalização turística, facilitando o acesso aos atrativos turísticos e estimulando sua visitação, além de tornar acessível o próprio deslocamento interno; • Projeto Trilhas, desenvolvendo um atrativo diferencial, abrangendo tanto áreas de praias quanto de matas; • Projeto Trem Turístico, incentivando o uso de trens como atrativo turístico; • Reestruturação e adequação do Balneário “Lama Negra”, exploração e uso da Lama Negra Medicinal com um serviço de infraestrutura completo, onde a população e turistas poderão receber um tratamento adequado; • Construção de Belvederes na Estrada do Guaraú, propiciando locais apropriados para que se possa observar com segurança as paisagens naturais que o município oferece; • Museu Caiçara, fornecendo tanto à comunidade quanto aos turistas a oportunidade de conhecer a história e a cultura da região;  • Programa turístico Guaraú, estabelecendo um contato direto do homem com a natureza, além de explorar de forma consciente os recursos naturais da cidade; • Projeto marinas, estabelecendo uma área propícia para ancorar barcos de médio porte, possibilitando uma maior integração da cidade com o mar, gerando uma nova categoria de atividade turística na cidade; • Portal da entrada da cidade funcionando como local apropriado e equipado de recepção ao Turista e ponto de referência da cidade, e apoio para a fiscalização e segurança; • Promoção de shows e eventos, com a finalidade de divulgar mais o município, além de estabelecer um intercâmbio cultural entre o município, o Estado e o País; • Urbanização do Costão, valorizando o potencial turístico da área; • Construção de área de lazer ao longo da estrada Peruíbe / Una, implantando serviços de infraestrutura, informação e aumentando a segurança da região; • Reforma e urbanização da Estrada Centro / Guaraú, assegurando maior conforto e segurança aos usuários da estrada; • Arborização urbana, preferencialmente com um programa de implantação de mudas nativas da região; • Plano de Marketing de Turismo, divulgando maciçamente o nome da cidade e seus atrativos naturais e artificiais, ocupando cada vez mais espaços nos meios de comunicação, atraindo números maiores de visitantes para Peruíbe; • Postos de Informação Turística, divulgando informações relacionadas à cidade e à região em geral. 
 
Ainda a ser citado e que harmoniza com as propostas, e como metas o Plano de Governo da Administração Municipal 2017-2020: • Revitalização e manutenção dos pontos turísticos existentes • Atualizar inventário turístico (hotéis, pousadas, restaurantes, atrativos, etc.) • Promover a profissionalização do setor • Promover turismo pedagógico e ambiental nas escolas públicas. 
 
• Organizar eventos na baixa temporada • Valorizar nossa orla da praia • Implantação do calendário anual de eventos • Resgatar raízes da cultura caiçara; cultura popular; religiosa e étnica. • Promover a criação do circuito histórico, cultural, rural e turístico municipal • Elaborar projeto de turismo de saúde como foco no aproveitamento da lama negra. • Promover turismo de negócio • Incentivar o eco turismo. • Promover a cidade para investidores do setor turístico • Investir recurso DADE em projetos de grande potencial turístico. • Fortalecer o turismo regional. • Fortalecer o conselho municipal de turismo: consulta-lo sobre projetos turísticos e  • Participar de feiras eventos regionais e nacionais visando a divulgação do turismo de Peruíbe: ABAV, WTLAM, Adventure Sports Fairs, Feiratur, Avirrp, Feiratur, Festival de Turismo de Gramado e outras. • Apoiar e desenvolver o TBC (turismo de base comunitária), pois temos diversas comunidades com potencial para esse segmento (barra do una, comunidades rurais, pelo menos três aldeias indígenas). • Desenvolver parcerias, apoiar e valorizar a atuação de entidades que tem o objetivo do desenvolvimento do turismo local: hoteleiros, associação de guias de turismo e monitores ambientais, Etec de Peruíbe, entre outras. • Destinar parte dos royalties de petróleo em ações de implantação e estruturação de projetos turísticos. • Recuperar estradas da barra do una e da zona rural; • Estruturar a banda municipal • Criação de uma agenda cultural anual • Criar espaços de exposições • Valorizar nosso patrimônio histórico • Resgatar nosso tradicional carnaval • Implantar políticas públicas que garanta a manutenção da cultura caiçara e indígena • Reativar o conselho municipal de cultura e o fundo municipal de cultura • Realizar salão de artes plásticas de Peruíbe • Criar centro cultural municipal • Valorizar nosso patrimônio histórico mapeando e criando o roteiro / circuito histórico e arqueológico de Peruíbe englobando sítios arqueológicos do Taniguá Piaçaguera, Ruínas do Abarebebê, Museu Históricos e Arqueológico / Estação, Ruínas Fazenda São João, Ruínas do Guarauzinho, Marcos Históricos do Rio Guaraú, Caminhos do Telégrafo e Sambaquis (Rios Guaraú e Una). • Reforma e manutenção permanente dos ginásios, quadras, campos de futebol, piscinas e espaços esportivos como as praças, orla da praia, calçadões e ciclovias; • Fortalecimento dos convênios e parcerias com associações esportivas; • Criação do calendário esportivo municipal anual • Promover os jogos indígenas; • Premiar e estimular o Para desporto; • Promover esportes na praia, esportes náuticos e demais modalidades e segmentos esportivos. • Estimular, nos eventos e projetos esportivos, o ecoturismo e a sustentabilidade. • Reformar e colocar em uso o parque da cidade; • Criar e estruturar espaços de práticas esportivas e lazer na orla da praia; • Fortalecer as escolinhas municipais; • Implantar policiamento voltado ao turista; • Criação de programa de iluminação para o levantamento dos pontos escuros da cidade e elaboração de um cronograma de instalação de novos pontos de luz; • Reestruturação e ampliação das ciclovias nas principais avenidas e ruas da cidade, criando malha cicloviária entre os bairros e principais pontos turísticos. • Instalação de bicicletários nos principais prédios públicos, Boulevard, rodoviária, orla da praia, etc,
 
• Reurbanização e reestruturação do Boulevard e principais calçadas e ruas do centro da cidade; • Revitalização do bairro da estação; • Dar continuidade ao projeto de urbanização da orla da praia nos bairros do maria Helena Novaes, Costão e Guaraú. • Ampliar as áreas de lazer, práticas esportivas e playgrounds na orla de praia e demais espaços públicos; • Instalar pontos de internet gratuito na orla da praia e praças públicas; • Implantar e executar o plano de macro e micro drenagem nas áreas de risco de enchentes da cidade; • Implantar grande projeto de infraestrutura nos bairros; • Retomar obras paralisadas e entrega-las o mais rápido possível à população; • Instalar pontos de ônibus padronizados; • Elaborar estudo de novo sistema viário no município; • Reformar trapiche no mercado de peixes; • Rever decreto regulamentador da zona azul; • Reforma da Praça Flórida • Implantar e estruturar os parques naturais municipais (SNUC) da Restinga do Guaraú, dos manguezais de Peruíbe, do Vilão e repensar o do Bougainville (inclusive existe ação civil pública do MP para implantação destes parques naturais municipais) • Aplicar parte do ICMS verde e recursos de compensação. 
 
De acordo com a primeira oficina diagnóstica, realizada em 08 de março de 2018, na Câmara Municipal de Peruíbe, com a participação da sociedade civil, foram apontadas pela população as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças, seguindo a metodologia da Análise SWOT ou FOFA, no que se refere ao Turismo da cidade de Peruíbe, que seguem abaixo: 
 
FORÇAS ? Atrativos naturais e condições climáticas ? Áreas de Preservação Ambiental abertas à visitação 
 
? Diversidade de segmentos de desenvolvimento – potencial turístico ? Oferta de serviços turísticos ? Facilidade de Acesso ? Saneamento básico  ? Escola técnica para a formação profissional ? Elementos culturais ? Baixo Custo de Vida 
 
OPORTUNIDADES ? Proximidade de grandes centros  ? Aeroporto Regional de Itanhaém  ? Duplicação das rodovias  ? Regionalização – Costa da Mata Atlântica  ? Legalização dos Jogos de Azar  ? Fórum Náutico Paulista 
 
FRAQUEZAS ? Falta de Inclusão social nas atividades turísticas ? Fiscalização ineficiente ? Falta capacitação para o atendimento aos turistas ? Falta de locais apropriado para a realização de eventos ? Necessidade de desenvolvimento de produtos nativos  ? Necessidade de normativa para ordenamento dos atrativos ? Necessidade de desenvolver os diferentes tipos de turismo possíveis de serem realizados ? Sazonalidade da demanda turística, concentrado nos meses de férias ? Divulgação e sinalização turística ineficientes ? Falta de união do trade turístico ? Necessidade de conscientização Ambiental (coleta seletiva, reciclável) ? Manutenção dos atrativos turísticos 
 
? Falta de oportunidades de emprego ? Tipo de público atual abaixo do padrão desejável ? Necessidade de engajar a população local nos eventos ? Conscientizar turistas e moradores (sensibilização) sobre a importância da educação patrimonial ? Infraestrutura para os artesãos (box fechados). ? Inexistência de Centro de Convenções (espaço fechado multiuso) para realização de shows, exposição de artes, teatro, Cinema. ? Iluminação e segurança da cidade, deficientes  ? Falta de investimentos de infraestrutura básica no Guaraú (vias de acesso, ciclovias, banheiros) ? Falta site oficial da Secretaria Turismo ? Necessário fortalecer o segmento turístico de Peruíbe 
 
AMEAÇAS ? Concorrência desleal dos comércios não legalizados,  ? Ocorrência de surtos de doenças como dengue e outras,  ? Mídias externas,  ? Alto custo de vida externo e falta de segurança nas cidades vizinhas,  ? Desenvolvimento das outras cidades como destino turístico. 
 
Com base nesse levantamento, chegou-se a seguinte Matriz Swot que foi distribuída na Oficina de Prognóstico.  Os números apontados referem-se aos focos estratégicos de desenvolvimento descritos no próximo capítulo. 



Publicidade
Mídias Sociais
Tempo em Peruíbe
PERUÍBE WEATHER
Publicidade